segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Adele leva seis Grammys em noite de adeus a Whitney Houston

A artista britânica Adele venceu em todas as categorias a que havia sido indicada na 54ª edição dos Prêmios Grammy, realizada nesse domingo em Los Angeles, nos Estados Unidos. No Brasil, o evento invadiu a madrugada de segunda-feira. A cerimônia, alterada de última hora, ainda serviu para o showbizz se despedir de Whitney Houston, encontrada morta na noite de sábado, em Beverly Hills, em circunstâncias ainda investigadas pela polícia.

Adele, de 23 anos, confirmou as expectativas."Rolling in the Deep" foi nomeada melhor canção e melhor letra de 2011. O disco "21", o segundo da carreira, foi reconhecido como o melhor álbum.

É preciso remontar a 2007 para encontrar um domínio tão arrasador de um artista nos Grammy. Naquela ocasião, a glória foi para Dixie Chicks com "Not Ready To Make Nice", incluída no álbum country "Taking the Long Way".

Adele levou, além disso, outros três fonógrafos dourados pela melhor atuação solo em pop com "Someone Like You", melhor álbum vocal pop com "21", e melhor vídeo musical de curta duração ("Rolling in the Deep").

Breve nas palavras ao receber os prêmios, Adele não evitou soluçar nervosa ao lembrar da mãe, dos amigos e inclusive dos médicos que a operaram há cinco meses das cordas vocais, depois que teve que suspender a turnê americana por problemas de saúde.

"Este disco é inspirado em uma relação miserável e este foi um ano que mudou minha vida", admitiu a britânica, que se apresentou pela primeira vez após a passagem pela sala de cirurgia e exibiu a voz poderosa ao interpretar "Rolling in the Deep" na metade da festa.

Os Grammys confirmaram o nascimento de uma nova diva da canção ao mesmo tempo em que disseram adeus a outra que reinou nos anos 80 e 90, Whitney Houston, cuja lembrança serviu para abrir a festa no Staples Center.

O mestre de cerimônias, o rapper LL Cool J, pediu uma oração em memória da cantora antes de abrir passagem para um vídeo no qual Whitney interpretava a música que a tornou mundialmente famosa, "I Will Always Love You", a mesma canção que posteriormente Jennifer Hudson cantou e que foi o momento central da homenagem.

Além de Adele e Whitney Houston, a festa teve entre os protagonistas a banda Foo Fighters, que conseguiu cinco prêmios e dominou nas categorias de rock; Kanye West, que obteve quatro fonógrafos em rap e não assistiu à cerimônia, e o DJ Skrillex, que ficou com três prêmios de música dance.

O grupo mexicano Maná levou o Grammy de melhor álbum latino de pop, rock e urbano com "Drama y Luz".

Veja os vencedores das categorias principais:

Disco do Ano
Adele - "21"

Gravação do Ano
"Rolling In The Deep" - Adele

Artista Revelação
Bon Iver

Melhor Performance duo ou grupo
"Body and soul" - Tony Bennett & Amy Winehouse

Melhor Performance Pop solo
"Someone Like You" - Adele

Melhor Álbum Pop
Adele - "21"

Melhor Perfomance de Rap
“Otis” - Jay-Z & Kanye West

Melhor Performance de Rock
"Walk" - Foo Fighters

Melhor Álbum de R&B
"F.A.M.E." - Chris Brown

Música do Ano (prêmio para compositor)
"Rolling in The Deep" - Adele

Melhor performance metal/hard rock
"White Limo" - Foo Fighters

Melhor música de rock
"Walk" - Foo Fighters

Melhor álbum de rock
"Wasting Light" - Foo Fighters

Melhor clipe-documentário
"Foo Fighters: Back And Forth" - Foo Fighters

Melhor clipe
"Rolling In The Deep" - Adele

Melhor álbum alternativo
"Bon Iver" - Bon Iver

Melhor álbum country
"Own The Night" - Lady Antebellum

Melhor performance country solo
"Mean" - Taylor Swift

Melhor música country
"Mean" - Taylor Swift, songwriter (Taylor Swift)

Melhor álbum folk
"Barton Hollow" - The Civil Wars

Melhor álbum de blues
"Revelator" - Tedeschi Trucks Band

Melhor álbum de rap
"My Beautiful Dark Twisted Fantasy", Kanye West

Melhor colaboração de rap
"All Of The Lights" — Kanye West, Rihanna, Kid Cudi & Fergie

Melhor música de rap
"All Of The Lights" - Kanye West, Rihanna, Kid Cudi & Fergie

Melhor álbum pop instrumental
"The Road From Memphis" - Booker T. Jones

Melhor Gravação Eletrônica
Scary Monsters And Nice Sprites - Skrillex

Melhor álbum eletrônico
"Scary Monsters And Nice Sprites" - Skrillex/Atlantic

Melhor álbum pop de vocal tradicional
"Duets II" - Tony Bennett & Various Artists

Fonte: AE

Comente com o Facebook:

Nenhum comentário :

Postar um comentário

No Instagram @acheiebloguei

Achei e Bloguei - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados