quinta-feira, 15 de março de 2012

Bolsas de valores: principais it bags da história da moda

Pequena, espaçosa, de couro, com aplicações, com correntes... As opções são quase infinitas, mas 10 delas marcaram a história da moda e se estabeleceram como ícone de gerações, permeando todo e qualquer mercado popular com suas “réplicas”. Confira:

2.55 - Chanel

A famosa miudinha de matelassê com alças de correntes metálicas ganhou este nome por conta de sua data de lançamento: fevereiro de 1955. O lendário objeto de desejo criado por Coco Chanel deriva da praticidade e ousadia de sua inventora: farta de carregar as bolsas na mão, a estilista tratou de colocar alças longas para que pudessem ser carregadas no ombro – da mesma forma que vestiu calças para cavalgar quando apenas os homens usavam a peça. Arrasou no pioneirismo! 


A 2.55 evidenciou um boom nos últimos anos, o que levou derivações da criação de Chanel a todo mercado popular, mas a original é uma só: 340 funcionários (que trabalham na fábrica há cerca de 17 anos!) são envolvidos no processo de produção; a bolsa passa por 180 etapas até ficar pronta e o preço não fica abaixo de mil libras (cerca de R$ 2.500,00).


Kelly - Hermès

A grife francesa Hermès é a delicadeza em forma de acessórios, mas, quem diria, começou como uma marca de produtos de equitação – por isso o couro é material tão presente em suas peças. E o primeiro grande hit da Maison francesa foi, sem dúvida, a bolsa Kelly, um modelo em formato de trapézio criado na década de 30 e eternizado por Grace Kelly vinte anos depois. 

A princesa de Mônaco não largava seu modelo – que, originalmente, servia para acomodar selas de montaria e foi adaptado para viagens – e fez as vendas alavancarem quando posou para a revista Life usando a sua. O sucesso foi tamanho que a Hermès rebatizou a bolsa em homenagem à diva e o modelo passou a permear o imaginário de toda madame de plantão.

Birkin - Hermès
A pequenina cobiçada surgiu graças a um "ataque de pelancas" da atriz Jane Birkin, em 1984. Em um voo de Paris a Londres, a diva, com dificuldades para encaixar seus pertences no bagageiro, reclamou, aos brados, a falta de uma bolsa prática para viagem. Jean-Louis Dumas, então presidente da Hermès, estava ao lado ouvindo tudo e o resultado foi o modelo feito especialmente para ela alguns meses depois. Bingo! A febre foi tanta que a Birkin quase mora nas mãos de celebridades como Victoria Beckham até hoje.


Lady Dior - Dior 
Toda a elegância, pompa e sofisticação da Princesa Diana foram atribuídas a Lady Dior, bolsa que foi rebatizada na década de 1990 – antes, atendia por Chouchou – em homenagem à mãe do príncipe William, fã do modelo quadradinho. A bolsa já teve como garotas-propaganda a primeira-dama francesa Carla Bruni, Marion Cotillard, Monica Bellucci e Diana Kruger. Ou seja... fina!

Speedy - Louis Vuitton

Não há perua no mundo que já não tinha portado uma. Mas a febre da bolsinha Louis Vuitton que, hoje, aparece em variados tamanhos e estampas, começou com Audrey Hepburn em 1965. Fã do modelo de viagem Express, a atriz pediu a Henri Louis Vuitton que criasse um modelo miudinho dele – e nasceu, então, a Speedy 25, nas dimensões 25cm X 18cm.

PS1 - Proenza Schouler

O hit da nova-iorquina Proenza Shouler foi protagonista de um bafafá no mundo da moda este ano, provando seu sucesso e ascensão como objeto de desejo. A rede de fast fashion Target, que já lançou coleção em parceria com a grife, colocou à venda um modelo de bolsa parecidíssimo com o PS1, lançado em 2008. Resultado: os estilistas da marca ficaram decepcionadíssimos e o mundo fashion caiu em cima da Target acusando-a de plágio. Que sucesso, hein?

Motorcycle - Balenciaga

Lançada há dez anos, o modelo é hit nas mãos de Sarah Jessica Parker, Paris Hilton e, aqui no Brasil, Carolina Dieckmann. Disponível em variados tamanhos e cores, a Motorcyle é flexível e feita com couro de bezerro italiano. Ícone de estilo!

Alexa - Mulberry

Uma it girl que se preze deve ter uma it bag para chamar de sua. E foi isso que aconteceu com a modelo e apresentadora de TV “descolex” Alexa Chung, que ganhou uma homenagem da Mulberry em forma de bolsa com seu nome. O estilo bolsa carteiro virou febre entre a mulherada moderninha e arrecadou mais algumas centenas de fãs para Alexa e seu estilo.

Comente com o Facebook:

Um comentário :

  1. Parabéns pelo blog querida! Adorei conhecer e já estou acompanhando! Adoro bolsas! Tenho uma réplica da Chanel(sem dindim pra comprar a original rsrsrsr)No blog tá rolando vários sorteios inclusive tem uma bolsa de luxo lá! E também tem espaço para divulgaçõa de sorteios, se precisar é só passar por lá que divulgarei seu sorteio ok. Bjão Flor.

    http://www.rosanautas.com/

    ResponderExcluir

No Instagram @acheiebloguei

Achei e Bloguei - Copyright © 2016 - Todos os Direitos Reservados